Posts

Como Escolher o Fotógrafo – Parte 3

Olá,  este é o último artigo de uma série na qual tento ajudar você com dicas que vão contribuir na hora de escolher o fotógrafo para o seu evento.

Na primeira parte,  falei como você pode analisar o fotógrafo e o seu portfólio. Na segunda parte, falo sobre a análise do material entregue. Nessa terceira e última parte falarei sobre o Serviço Prestado.

Ser um fotógrafo de casamento não se resume apenas a saber fazer o click, ele é um fornecedor de serviços e os noivos não deveriam ter preocupações com um fornecedor de serviços, certo?

 

Reunião de Apresentação

A reunião de apresentação ocorre quando você vai analisar o material do fotógrafo.

Essa reunião pode ser no estúdio do fotógrafo, na casa dos noivos ou no escritório de trabalho. Seja onde for, repare na pontualidade do fotógrafo, pois isso já é uma boa carta de apresentação.

Para quem precisa escolher o fotógrafo, essa reunião é crucial para os seus anseios, pois é nela que o fotógrafo apresentará o serviço que será prestado no seu evento. Portanto, fique atenta a forma como o profissional executa o trabalho. Procure nesse momento esquecer um pouco a questão do orçamento e  concentrar-se na qualidade do serviço oferecido.

O resultado dessa reunião, é um documento com o orçamento da cobertura fotográfica do seu evento. Verifique no se  no orçamento estão listados os itens que foram discutidos durante a reunião e não se espante se este documento tiver um prazo de validade.

 

Quem Fará a sua Cobertura Fotográfica

Certifique-se de que o serviço contratado será realizado pelo próprio fotógrafo no dia do evento. Alguns profissionais podem enviar uma equipe. No meu caso, quando os noivos me procuram, é porque eles olharam o meu trabalho, portanto, eles esperam que eu me apresente no dia do evento.

Mas lembre-se, o fato do profissional enviar uma equipe não deve desmerecer o serviço contratado. Eu chamei a atenção para esse aspecto porque o combinado não sai caro. Assim, não haverá desentendimentos de ambas as partes.

 

Contrato de Prestação de Serviço

contrato

Esse é um item de grande importância ao escolher o fotógrafo. Costumo dizer para os meus clientes que eu não vendo foto ou álbum, o que vendo é o serviço da cobertura fotográfica do evento. Um prestador de serviço sério sempre faz um contrato que assegure os direitos e os deveres de ambas as partes.

Solicite uma cópia do contrato, avalie os termos e converse com o fotógrafo sobre os itens que você não ache adequado. Verifique também se no contrato constam todos os dados do fotógrafo,  os prazos de entrega e aprovação, os horários e endereços do evento e os itens que você receberá, sejam eles brindes ou não.

 

Reunião Pré-Casamento

Essa reunião serve para que os noivos e o fotógrafo possam combinar os detalhes do evento e passarem o script da cerimônia e recepção. Isso deixa o fotógrafo preparado para tudo que ocorrerá durante o evento. Particularmente eu costumo fazer essa reunião após o ensaio de noivos (pre-wedding).

O mais importante dessa reunião é que os noivos estarão mais atentos a cada detalhe conversado. Não adianta o fotógrafo ter essa conversa no dia da cerimônia, pois nada será assimilado nesse momento.

 

Veja as horas de trabalho

Chamo a atenção nesse quesito, pois muita gente tem a impressão que o trabalho do fotógrafo se resume apenas ao click durante a cerimônia e recepção. Para esclarecer melhor esse quesito escrevi o artigo “Fotógrafo de Casamento é Caro?” onde descrevo as atividades exercidas antes, durante e depois do seu evento.

 

Dicas Gerais:

  • Desconfie de valores abaixo do mercado e dos profissionais que prometem muito.
  • Não se iluda com a quantidade de fotos que serão entregues. As vezes é melhor você ter 100 fotos de qualidade, do que ter 1000 fotos e somente 50 serem boas, preze pela qualidade e não quantidade.
  •  Informe-se exatamente quantos profissionais farão a cobertura do seu evento.
  • Verifique a qualidade das fotos e questione se as fotos apresentadas são realmente do fotógrafo.
  • Avalie o contrato de prestação de serviços.
  • Verifique quais serviços extras são oferecidos (exemplo: Making of e ensaio de noivos)

Bom, espero que esta série de artigos possa lhe ajudar na hora de escolher o fotógrafo.

Este é o último artigo desse ano, volto no ano que vem.

Feliz ano novo e até 2016.

Fotógrafo de casamento é caro?

Esta é a pergunta de 10 entre 10 noivas. Tentarei descrever aqui, as tarefas e responsabilidades de um fotógrafo de casamento com o objetivo de esclarecer um pouco essa questão.

Um fotógrafo profissional deve possuir um equipamento profissional,  e para isso, ele investe aproximadamente R$ 10.000,00 para ter um aparato de boa qualidade ótica e realizar bons registros do seu evento. Se ele optar por um material de ponta, esse valor dobra facilmente. Já que estou falando de um profissional sério, este fotógrafo deve possuir todo o seu equipamento em dobro. Afinal, se um flash parar de funcionar, basta sacar o flash reserva e continuar registrando o evento.

No dia do casamento, este profissional inicia o seu trabalho algumas horas antes da cerimônia. Afinal, tem o “making of” da noiva. No meu caso, sempre fotografo o “making of ” de todas as noivas que me contratam.

Para se ter uma ideia, se o casamento está marcado para as 19h, para que não haja correria e atrasos, a noiva costuma iniciar  sua produção por volta das 14h. Ao lado dela estará o seu fotografo registrando os primeiros momentos do grande dia. Esse fotógrafo passará aproximadamente 12h fotografando o seu evento,  e isso inclui o making of, cerimônia e recepção.

Após o casamento, o trabalho continua com a pós produção. Essa atividade é dividida em: Edição de Fotos e Diagramação o Álbum. Estas atividades são executadas pelo próprio fotógrafo e se ele não as fizer, certamente pagará um outro profissional para realizar este serviço.

Em média, uma câmera registra 700 fotos no casamento e  tenho o hábito de  trabalhar sempre com duas câmeras: a minha e a do segundo fotógrafo. Em outro artigo  expliquei o porquê de ter o segundo fotógrafo no casamento.

Além disso, deve-se adicionar valores de equipamento para armazenar as fotos, seguro, impostos, software, encadernação do álbum, transporte, depreciação do equipamento, etc.

Até aqui  citei itens que todo fotógrafo possui, mas agora vem o item mais importante e subjetivo, que é a preparação deste profissional, ou seja,  o quanto ele investiu na carreira, em especialização através de treinamentos, congressos, cursos e workshops que darão a este profissional a condição de fazer uma ótima imagem do seu casamento. Como qualquer profissão, alguns se atualizam e outros não. Nesse item o que está sendo avaliado é o olhar do fotógrafo, isto é, a sua capacidade de fazer ótimas imagens.

conhecimento-fotografico

Sendo assim, não quero dizer que bom fotógrafo seja caro. Você pode encontrar um bom fotógrafo em início de carreira com um preço bem acessível, como  o objetivo de conquistar seu espaço no mercado. Isso é muito comum.

Bom, espero poder ter ajudado a esclarecer essa questão.

Até a próxima!

 

,

Por que um segundo fotógrafo no casamento?

Em algumas reuniões com os noivos, sou questionado sobre a necessidade de ter um segundo ou terceiro fotógrafo e se eles poderiam ser dispensados para baratear o valor do orçamento.

Geralmente este profissional é um amigo que já atua no ramo de fotografia de casamento e conhece todas as etapas deste evento. Além de acrescentar o estilo dele nas fotos, ele também atua como um assistente, dependendo das situações. Assim, quando tenho disponibilidade e um amigo precisa de ajuda, eu vou como segundo ou terceiro fotógrafo. Esta  é uma prática de cooperação entre os colegas da profissão.

O segundo fotógrafo é uma extensão do fotógrafo principal. Eu digo extensão porque, no mínimo, ele tem que ter conhecimento técnico e artístico pra fazer uma foto tão boa quanto eu faria ou até melhor. Por exemplo, veja a foto de destaque no topo deste artigo, repare que durante a cerimônia, o segundo fotógrafo se posicionou no segundo pavimento da igreja, para realizar a foto enquanto estou posicionado próximo ao altar para não perder nenhum momento importante da cerimônia. É imprescindível confiar que ele fará a foto que eu preciso para incluir no álbum dos noivos.

Duane-Wagner-casamento-1791

Pelo fato de não ter a mesma pressão do fotógrafo principal, o segundo fotógrafo tem maior liberdade de fazer as fotos de ângulos criativos. Na foto abaixo, bastou o fotógrafo se posicionar entre os convidados para que a composição da foto deixasse de lado, a tradicional imagem do corredor da Igreja com a noiva e seu pai centralizados na cena . Mudando um pouco o ângulo de visão, a composição remete a pessoa que está olhando a foto a se sentir entre os convidados durante a cerimônia.

Janaina_Deniel-164

O segundo fotógrafo também é encarregado de fazer o making of do noivo e da decoração. Como os noivos nem sempre estarão juntos durante a recepção, eu costumo dar ao segundo fotógrafo a missão de registrar o noivo. Ele estará numa posição oposta à do fotógrafo principal com o objetivo de capturar os momentos numa outra perspectiva.

Por mais que você tenha dois, três ou mais fotógrafos no seu casamento, o material final (diagramação, edição e etc) terá sempre o estilo e a visão do fotógrafo principal. Afinal, foi o material do fotógrafo principal que você avaliou no processo de contratação do serviço.

Até a próxima!

 

Foto de destaque: Arilson Mathias